BRASIL

22/03/2018 as 09:16

RAPIDINHAS DO PAPITO: BC derruba o juro - habeas corpus de LULA


Arte<?php echo $paginatitulo ?>

... Reunião do BoE inglês e o anúncio de medidas comerciais dos EUA contra a China são os destaques da agenda internacional, enquanto, aqui, os mercados reagem à surpresa do COPOM, que já contratou nova queda da SELIC para 6,25% em maio. Junto com o alívio do FED (ainda) gradualista, vai afundar um pouco mais os juros futuros e fazer a festa da bolsa. Às 14h, o julgamento do habeas corpus de LULA no STF é a grande expectativa.

... O habeas corpus preventivo, que pede para LULA permanecer em liberdade até o trânsito em julgado, quando não cabem mais recursos, foi pautado pela presidente, CÁRMEN Lúcia, no início da sessão de ontem.

... Pressionada pelos seus pares a reabrir o debate da prisão em segunda instância, CÁRMEN Lúcia entregou os anéis para não perder os dedos. E conseguiu evitar uma questão de ordem sem precedentes no Tribunal.

... O ministro MARCO AURÉLIO estava preparado para exigir uma consulta ao plenário sobre a votação de duas Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs), que tratam do fim da execução provisória da pena.

... Recuou porque CÁRMEN Lúcia aceitou marcar o julgamento do habeas corpus de LULA, que já foi indeferido liminarmente pelo relator, o ministro Edson FACHIN, e porque ela conta com a derrota do habeas corpus.

... Rosa WEBER, que é contra a prisão em segunda instância, tem respeitado a jurisprudência do Tribunal e deve rejeitar o HC para LULA, unindo-se aos cinco ministros que devem votar contra o ex-presidente.

... Se tudo sair hoje como espera CÁRMEN Lúcia, o habeas corpus será indeferido por 6 X 5, e LULA, então, pode ser preso a partir da conclusão do processo no TRF-4, previsto para ocorrer na próxima 2ªF, dia 26.

... Votariam contra o HC: Rosa WEBER, CÁRMEN Lúcia, FUX, BARROSO, Edson FACHIN e Alexandre de MORAES. E a favor: MARCO Aurélio, CELSO de Mello, GILMAR Mendes, Dias TOFFOLI e Ricardo LEWANDOWSKI.

... O julgamento do HC não tem efeito vinculante, como as ADCs (mais amplas), e não forma nova jurisprudência. O entendimento vigente desde 2016, que permite a prisão em segunda instância, fica mantido.

... Essa é a briga de CÁRMEN Lúcia, quando diz que não cederá. Mas o HC não era o que a defesa de LULA queria.

... Juristas consultados pelo BDM acreditam que, diante de uma convicção de derrota do HC, o pedido de vista pode ser uma possibilidade, apresentado por um dos ministros mais próximos do PT, como LEWANDOWSKI.

... Um pedido de vista do habeas corpus não impede a Justiça de seguir o seu curso e a prisão de LULA. O objetivo seria evitar uma situação que venha a ser prejudicial para futuros recursos ao STF, como um novo HC.

... Outra possibilidade seria um ou mais ministros “não conhecerem o habeas corpus”, quando requisitos básicos para a interposição do recurso não foram observados. Se a maioria decidir assim, não chega a ser apreciado.

... Em suma, a única chance de LULA não ser preso é conseguir o habeas corpus hoje. E isso parece improvável.

AGENDA – A Sondagem Industrial de Fevereiro da CNI (10h) é o único indicador previsto para hoje.

... Entre os balanços, CYRELLA divulga resultados do 4TRI após o fechamento do mercado.

CÂMARA – Aprovado, ontem à noite, requerimento de urgência para a reoneração da folha.

... Projeto, importante para contas fiscais (e recursos à intervenção no Rio), pode ser votado na próxima semana.

TEMER – Na Coluna do Estadão, o Planalto já trabalha com a possibilidade da terceira denúncia da PGR contra o presidente, no inquérito dos Portos, antes de outubro, o que deve contaminar o período eleitoral.

... Segundo a IPSOS, a intervenção no Rio não melhorou a imagem de TEMER, que mantém desaprovação de 94%.

A SURPRESA DO COPOM – A 5ªF começará com ajustes para baixo nos JUROS mais curtos, diante da mensagem assertiva do Banco Central de que haverá mais um corte de 25 pontos da SELIC em maio, para 6,25%.

... Em seu comunicado, o Comitê classificou como “apropriada uma flexibilização monetária moderada adicional” na próxima reunião, surpreendendo até mesmo as expectativas mais otimistas do mercado.

... O que boa parte dos analistas esperava é que o BC deixasse em aberto a possibilidade de não encerrar agora o ciclo de desaperto. Mas o COPOM fez muito mais do que isso, contratando desde já a nova queda.

... Mesmo a sinalização do fim do ciclo, depois de maio, veio com ressalvas, quando o comunicado diz que vai encerrar, “salvo mudanças adicionais relevantes no cenário básico e no balanço de riscos para a inflação”.

... Já tem gente achando que a SELIC não vai parar de cair até bater em 6%.

... Horas antes da decisão do COPOM, a curva a termo projetava apostas apenas residuais em novo corte do juro em maio. Hoje, pode-se esperar a migração em massa das posições, porque o BC não poderia ser mais explícito.

... No fechamento da BM&F, o juro do contrato de janeiro/2019 caiu de 6,464% para 6,455%; janeiro/2020, de 7,41% para 7,39%; janeiro/2021 recuou de 8,30% para 8,25%; e janeiro/2023, de 9,16% para 9,09%.

... Além de afundar os JUROS curtos, a mensagem do COPOM deve dar o start para uma grande força na BOLSA e ampliar a baixa do DÓLAR, que recuou 1,28%, nesta 4ªF, negociado a R$ 3,2661.

É BOLSA OU BOLSA – Dado o recado do COPOM de que os juros ainda descerão mais um degrau, a BOVESPA tem tudo para ganhar um forte impulso, nesta 5ªF, apostando na migração da renda fixa para as ações.

... Já teve alguma recuperação ontem com o FED, que também deu uma mão para os ativos de risco, mas a alta ainda foi modesta, com o IBOVESPA subindo 0,97%, para 84.976 pontos. O giro cresceu, para R$ 11,3 bilhões.

... PETROBRAS PN (+4,21%, R$ 22,05) e ON (+3,80%, R$ 23,76) surfaram na alta do petróleo, que disparou com inesperada queda dos estoques nos EUA (abaixo). VALE ON (+2,16%, R$ 42,50) acompanhou o minério de ferro.

... ITAÚ PN (-0,40%, R$ 50,08) impediu avanço maior da bolsa. BRADESCO PN subiu 0,50%, para R$ 37,99.

... O setor siderúrgico reagiu à informação do governo brasileiro de que os EUA não aplicarão a sobretaxa de 25% do aço importado enquanto os países estiverem em negociação. A Casa Branca não confirmou oficialmente.

... CSN ON subiu 5,46%, USIMINAS PNA ganhou 2,47% e GERDAU PN teve alta de 1,52%.

DOVISH, PERO NO MUCHO – O FED seguiu o e confirmou o aumento de 25 pontos-base, para a faixa entre 1,50% e 1,75%, e POWELL fez um grande esforço para parecer tão dovish quanto sua antecessora.

... Disse que a inflação nos EUA caminha para atingir o objetivo de 2% no médio prazo, que são moderadas as vulnerabilidades das novas ações comerciais de TRUMP... e o mercado comprou o gradualismo.

... O medo de que o FED pudesse sinalizar quatro altas do juro neste ano, em vez de três, era tão grande que foi um alívio saber que o Comitê está dividido ao meio sobre essa questão (seis a seis).

... Mas, no final do dia, o otimismo já não era tão firme.

... Muita gente não gostou de saber que o aperto monetário deverá se estender até 2020, e não mais até 2019, como indicado anteriormente. Além disso, em 2019, o FED subirá o juro três vezes, e não duas.

... WALL STREET, que teve uma reação inicial positiva, acabou virando para o fechamento, com baixas do índice DOW Jones (-0,18%, 24.682,31 pontos), S&P 500 (-0,18%, 2.711,93 pontos) e Nasdaq (-0,26%, 7.345,29 pontos).

... Também os TREASURIES mudaram de direção, atraindo compras no final dos negócios, com o recuo dos yields. A Note de dois anos fechou projetando 2,291%, de 2,340%, e de dez anos, 2,880%, de 2,886%.

... Já o DÓLAR enfraqueceu porque o FED não deu certeza de que subirá o juro quatro vezes este ano. Caiu contra o EURO (que subiu para US$ 1,2343), a LIBRA (avançou para US$ 1,4137) e o IENE (105,99/US$).

PETRÓLEO – A queda inesperada nos estoques dos EUA na semana passada fez os preços dispararem. O WTI para maio subiu 2,57%, a US$ 65,17, e o BRENT do mesmo vencimento subiu 3,04%, a US$ 69,47.

... Segundo o DoE, as reservas de óleo bruto caíram 2,622 milhões, quando analistas previam alta de 2,4 milhões.

SEM SHUTDOWN – O Congresso dos EUA anunciou, ontem à noite, um acordo orçamentário de US$ 1,3 trilhão para financiar as agências do governo pelo resto do ano fiscal, que deve ser aprovado até meia-noite de 6ªF.

... A proposta inclui uma verba de US$ 1,57 bilhão para TRUMP construir o muro na fronteira com o México, mas não prevê medidas para proteger da deportação os “dreamers”, imigrantes levados ainda pequenos aos EUA.

CHINA – TRUMP deve anunciar hoje medidas restritivas para o comércio e investimentos chineses, reagindo ao que o governo dos EUA considera “violações dos direitos de propriedade intelectual”.

... Entre as punições está um pacote de tarifas sobre importações chinesas que somam US$ 30 bilhões.

... Nesta 5ªF, o BC chinês elevou o juro interbancário (principal taxa de referência) de 2,50% para 2,55%.

MAIS AGENDA – Saem hoje nos EUA: auxílio-desemprego (9h30), os índices PMI/MARKIT industrial e de serviços (10h45), indicadores antecedentes da Conference Board (11h) e atividade industrial de Kansas (11h).

... Também na zona do euro serão divulgados os índices PMI/MARKIT industrial e de serviços.

... Ainda na Europa, destaque para a reunião de política monetária do BoE inglês, que divulga resultado às 9h (Brasília). Às 10h, a União Europeia realiza reunião de cúpula sobre questões comerciais em Bruxelas.

JAPÃO HOJE – Preliminar do PMI industrial caiu de 54,1 em fevereiro para 53,2 em março (previsão de 53,8).

EM TEMPO... PETROBRAS recebe 2ª parcela de US$ 300 milhões da STATOIL por venda de bloco em Carcará.

EMBRAER ainda não definiu estrutura de combinação de negócios com a BOEING.

.... Conversas consideram uma possível segregação das atividades de aviação comercial.

RAIA DROGASIL pagará juros de R$ 0,154/ação. Ex em 27/03.

COPASA distribuirá juros de R$ 0,6070/ação. Ex em 27/03.

CESP sai de lucro para prejuízo de R$ 102,065 milhões no 4TRI/17.

ANIMA HOLDING reverte prejuízo e tem lucro líquido de R$ 10,8 milhões no 4TRI/17.

PRUMO. Prejuízo salta 317% em 2017, para R$ 989,117 milhões.

LINX anuncia compra da ITECGYN INFORMÁTICA por R$ 16,4 milhões.

EDP BRASIL conclui compra de 14,5% da CELESC e prepara OPA voluntária a R$ 27,00/ação.

LOCAMERICA. Acionista que optar por direito de recesso em fusão com UNIDAS receberá R$ 5,59/ação.


Tópicos Recentes