CIDADES

20/02/2018 as 16:08

LIXO: No Vale a pena ver de novo, PMA cumpre promessa de campanha

Para a PMA, promessa é divida


Tiago Hélcias

Editorial da Semana
Reprodução/ BGSE<?php echo $paginatitulo ?>

Em mais um novo capítulo da novela do lixo em Aracaju, acho que estão querendo subestimar a inteligência do povo. A homologação da empresa Torre pela Prefeitura de Aracaju não nos traz novidade alguma. Parece muito mais jogo de cena para tentar, mais uma vez, iludibriar a torcida. 

Por acaso tínhamos dúvidas de que o resultado seria diferente? A empresa declarada vencedora pela gestão do senhor Edvaldo Nogueira, consegue a façanha de se perpetuar há mais de 20 anos, comendo na mesa dos poderosos e oferecendo um serviço que regiamente é pago, mesmo já ter sido denunciada pela própria Emsurb por problemas em contratos anteriores.

Bem, há quem diga que a decisão atual será revista na esfera judicial, até porque, segundo especialistas a tal proposta tem varios pontos que parecem ter sidos colocados embaixo do tapete e que agora devem ser revistos com brevidade pela justiça. 

Porém, é preciso reconhecer, há uma coisa positiva: pelo menos pra atual gestão promessa de campanha é dívida, considere paga. 

 

Veja reportagem do BGSE 

https://youtu.be/Vq15-i3ZGEo

 

Câmara de vereadores

Aproveitando a deixa, hoje, 20/02, teve início o ano legislativo da Câmara de Vereadores de Aracaju. Edvaldo resolveu dar as caras com a condição de não ser interpelado por parlamentares que não fazem parte do time. 

Com sua arrogância, bem peculiar de quando está no poder, sacou um discurso pronto, pasteurizado por paladinos da comunicação governamental. Foi um verdadeiro desfile a céu aberto com direito a show de prepotência. Quem ouviu imaginou que a terra dos cajus só perde hoje para a Suíça.

Eu realmente queria morar na propaganda da Prefeitura.  

No âmbito legislativo, surge uma nova polêmica. Agora as verbas de gabinete  são alvo e ao que parece não existe, para este caso, o princípio da igualdade. Ou seja, o valor básico disponível para cada vereador chega a R$ 25.000,00. Porém há denúncia de que isso muda conforme o vento lá dentro e que alguns estão sendo beneficiados com verbas acima do estabelecido, será? 

Na frase farinha pouca, meu pirão primeiro, quem é o sujeito? Pelo visto 2018 começou da mesma maneira como terminou 2017. 

 

Veja o que disse os vereadores

ao BGSE

 

https://youtu.be/jASgej8gN7c

 


Tópicos Recentes