POLÍTICA

04/04/2018 as 10:05

RAPIDINHAS DO PAPITO: Pressão das ruas (e do Exército) muda expectativa para STF

Porque uma rapidinha tem sempre o seu lugar


Arte/ Aisllan Peixoto<?php echo $paginatitulo ?>

A noite acabou de um jeito completamente inesperado e improvável, quando o comandante do Exército foi ao Twitter para dizer que “compartilhava do repúdio do povo (que foi às ruas) à impunidade”. O recado ao STF não poderia ser mais claro e direto, e muda as expectativas para o julgamento do habeas corpus de LULA, hoje. O recuo da manobra jurídica que vinham tentando é a única coisa razoável a se esperar dos ministros.

... A indignação da sociedade com o que está sendo chamado de “golpe à Constituição” levou à mobilização de milhares de pessoas, que se organizaram pelas redes sociais no protesto que exige a prisão de corruptos.

... As manifestações, convocadas às pressas, desde que o STF interrompeu o julgamento do HC de LULA com um salvo-conduto que evitou sua prisão, surpreenderam pela grande adesão, em uma terça-feira chuvosa.

... Com a paciência até aqui, desacreditando dos políticos e do Judiciário, o brasileiro está bravo e não aceita ser passado para trás. Se o STF quiser derrubar a segunda instância, terá de esperar um tempo mais calmo.

... Não se trata de o Supremo ceder às pressões, mas de ter sensibilidade para perceber que a corda arrebentou.

... Nesta altura, CÁRMEN Lúcia já deve saber que um País não pode ter serenidade se não tem Justiça. E GILMAR Mendes, que não pode ficar mudando a interpretação da lei conforme os seus interesses da hora.

A SENHA DO RECUO – Se o STF entender que deve baixar a bola, o primeiro sinal deverá ser dado pela presidente da Corte, CÁRMEN Lúcia, logo na abertura da sessão (transmitida ao vivo), prevista para começar às 14h.

... Antes de qualquer coisa, ela deve deixar claro ao plenário que o que será julgado é o habeas corpus específico de LULA, uma ação objetiva, e não subjetiva com repercussão geral, como vinha defendendo GILMAR.

... Essa estratégia de parte do Supremo para mudar a jurisprudência da prisão em segunda instância pretendia driblar as resistências de CÁRMEN Lúcia em pautar as ADCs, que têm efeito vinculante.

... Ao ficar claro que o julgamento do HC de LULA só valerá para o seu caso, desmonta-se a manobra jurídica para estender o benefício a todos os condenados, que responderiam em liberdade os recursos até o último grau.

... Mais do que isso, se o objetivo não for criar um novo entendimento para a prisão após o trânsito em julgado, tudo indica que Rosa WEBER deverá votar com a maioria do colegiado estabelecida em 2016.

... Assim, aumentam as chances de LULA não conseguir o seu habeas corpus e de ser preso nos próximos dias.

... Qualquer coisa diferente disso, hoje, confrontaria os anseios da população e tende a agravar as tensões sociais e evoluir para uma crise política de maiores dimensões. O STF saberá de suas responsabilidades.

PODE NÃO ACABAR HOJE – O julgamento do habeas corpus de LULA pode se estender até amanhã. Os ministros já avisaram que seus votos serão longos e pode não haver tempo para a conclusão dos trabalhos nesta 4ªF.

... GILMAR Mendes, que seria o oitavo a votar, pediu para antecipar o voto, informou o Broadcast, porque voltará para Portugal, onde preside o Fórum Jurídico de Lisboa, organizado pelo Instituto Brasiliense de Direito Público.

... Rosa WEBER, o voto decisivo, será a quinta a votar, após FACHIN, GILMAR, Alexandre de MORAES e BARROSO.

NA DEFENSIVA – Os mercados devem amanhecer assustados com a mensagem do comandante do Exército, sem saber o que, de fato, pode significar e o que deve esperar dos ministros do Supremo Tribunal.

... De um modo geral, a manifestação do general VILLAS BÔAS foi considerada “inadequada”, por sugerir uma ação mais efetiva dos militares. A sequência de apoios de outros generais no Twitter também assustou.

... Após a forte repercussão, o general VILLAS BÔAS disse à jornalista Eliane Cantanhêde (Estadão) que a sua fala expressa a posição do Alto Comando do Exército, que não inclui a posição da Aeronáutica e da Marinha.

... Outros generais disseram que o Exército apenas se manifestou como tantas outras entidades, que a mensagem não contém “nenhuma ameaça ou pressão sobre o Supremo” para o julgamento do habeas corpus de LULA.

... A intenção do comandante foi “reafirmar aos militares e à sociedade os princípios do combate à impunidade, do cumprimento da Constituição e dos interesses da Nação, que estão acima de interesses individuais”.

 

... Segundo um general, “as pessoas têm de tirar a cabeça do século passado” e parar de pensar que qualquer manifestação militar embute uma ameaça ao poder civil. “Esse pensamento é totalmente fora de propósito.”

ORÇAMENTO FURADO – Enquanto as ruas ferviam, ontem à noite, o Congresso Nacional derrubava em bloco vetos de TEMER relativos ao REFIS, FUNRURAL e reformulação da carreira dos agentes comunitários de saúde.

... A medida terá impacto negativo de R$ 13 bilhões este ano, mas isso não preocupa os parlamentares. EUNÍCIO Oliveira disse que, enquanto for presidente do Senado, a área econômica “não manda” na pauta.

... A Fazenda ainda tem esperança de que TCU exija que o governo entre com uma ação pedindo suspensão dos efeitos das decisões, até que se apresente uma fonte de receita para cobrir o Orçamento.

AGENDA FRACA – Único destaque do dia é o fluxo cambial fechado de março, às 12h30. ILAN, diretores do BC e secretários da Fazenda têm almoço de despedida com MEIRELLES, antes que ele deixe o cargo, na 6ªF.

HONREM A TOGA – Na véspera do dia D da política nacional, a bolsa voltou a girar abaixo da média, nesta 3ªF, apenas R$ 8,4 bilhões, e travou na estabilidade (-0,05%, 84.623,46 pontos), sem saber o que esperar do STF.

... Mesmo com a virada positiva em NY (abaixo), o investidor não conseguiu ir em frente por aqui e usou papéis que acumulam ganhos expressivos no ano como canais de realização de lucro, temendo pelo que pode vir.

... Foi o caso de ITAÚ PN (-0,94%, R$ 50,57) e PETROBRAS PN, que desafiou a alta do petróleo (-0,91%, R$ 20,71). Já o PETRO ON subiu de leve (+0,26%, R$ 22,80). BRADESCO também resistiu (+1,11%, R$ 35,96).

... VALE ON (R$ 42,87) caiu bem menos (-0,3%) que o minério (-3,1%), que reflete a guerra de TRUMP x China.

... Liderando o ranking de perdas, JBS (ON, -3,19%) sentiu a decisão anunciada pela CVM na véspera, de abrir um novo inquérito administrativo para investigar o Banco Original, do grupo J&F, que também controla a JBS.

... Já ELETROBRAS (ON, +1,77%, e PNB, +2,03%) faturou o comentário do secretário-executivo do MME, Paulo PEDROSA, de que DYOGO Oliveira, que assumirá a presidência do BNDES, é um “entusiasta” da privatização.

... A estatal elétrica trabalha na estruturação de um pacote de garantias para dívidas sobre fornecimento de gás a serem repactuadas com a PETROBRAS, no processo para viabilizar a privatização das suas distribuidoras.

ZEROU RISCO – Sem desprezar a ameaça de que possa dar tudo certo para LULA no STF (e muito errado para o mercado), o DÓLAR elevou a guarda e, sob pressão, fechou cotado no patamar mais caro em nove meses.

... Deslanchou até R$ 3,3389, com alta de 0,72%, para o novo pico do ano, e fica o suspense para a abertura, pelo que vai dizer CÁRMEN Lúcia às pressões contra a impunidade dos condenados pela Justiça.

... Profissionais de câmbio não descartam que a moeda volte para R$ 3,27, se o HC for negado hoje. Também o PAYROLL é uma variável secundária a ser considerada esta semana para a onda de volatilidade do dólar.

... No DI, os juros longos tiveram o pior dia em dois meses, saltando da estabilidade para as máximas na reta final do pregão. Como o dólar, zeraram posições vendidas antes do STF, em que tudo pode acontecer.

... O contrato para jan/23 encerrou a 9,080%, de 9,002%, jan/25 investiu para 9,570%, de 9,502%, jan/21 fechou em 8,080%, de 8,032%, jan/20 foi a 7,090%, de 7,072%, e jan/19 encerrou a 6,235%, de 6,224%.

... O DI chegou a abrir em baixa com a produção industrial de fevereiro (+0,2%), abaixo da previsão (+0,5%).

DOCTOR EVIL – Os mercados globais já estavam fechados, quando o governo TRUMP divulgou uma lista de aproximadamente 1.300 produtos chineses que devem ser tarifados em 25% pelo governo norte-americano.

... Pequim não demorou a revidar, prometeu medidas recíprocas “na mesma escala”, segundo a agência estatal.

... Nenhuma das tarifas de importação propostas pelos EUA entra em vigor imediatamente, de acordo com a Casa Branca, já que as empresas americanas têm até 22 de maio para levantar objeções à proposição das taxas.

... Seja como for, TRUMP volta a criar caso, na guerra aberta que tem como alvos atuais a China e as high techs.

... Pela quarta vez em uma semana, o presidente voltou a criticar nesta 3ªF a AMAZON, que estaria impondo um custo de “muitos bilhões de dólares” ao serviço postal dos EUA e deveria reembolsar os correios.

... Pega muito mal para os mercados financeiros a postura intervencionista de TRUMP, que resgata as preocupações sobre risco regulatório e cria um sentimento de desconfiança e insegurança na economia.

BANDEIRA BRANCA – Apesar de os comentários de TRUMP terem gerado instabilidade, a notícia divulgada no meio da tarde, de que a Casa Branca não pretende sobretaxar a AMAZON (+1,46%), neutralizou o desconforto.

... Subiram as gigantes de tecnologia: FACEBOOK, +0,4%, APPLE, +1%, NETFLIX, +1,2%, e ALPHABET, +0,6%. O ambiente melhor facilitou a estreia do SPOTIFY (+12,89%) na NYSE. O valor de mercado atingiu US$ 28 bilhões.

... O rali das techs recuperou o DOW Jones (+1,65%, 24.033,36 pontos), o S&P 500 (+1,28%, 2.614,45 pontos) e o NASDAQ (+1,04%, 6.941,28 pontos), mas analistas alertam que TRUMP continua sendo um perigo.

... De qualquer forma, na reação clássica, o investidor que comprou risco vendeu proteção nos TREASURIES, sustentando o juro da NOTE de dois anos a 2,278%, de 2,242%, e de dez anos a 2,784%, de 2,734%.

... No pano de fundo, os yields também reproduziram a escolha de John WILLIAMS para presidente do FED de NY, que deve conferir um estilo mais hawkish ao comitê de política monetária, comandado por POWELL.

... A nomeação, combinada à virada das ações de tecnologia para o positivo, recuperaram as forças do DÓLAR contra os seus dois principais rivais, o IENE, que caiu para 106,62/US$, e o EURO, que recuou para US$ 1,2268.

PETRÓLEO – Esperou em alta pelos dados dos estoques, antecipando uma oferta menos saturada, confirmada após o fechamento pelos dados do API, com recuo (-3,3 milhões de barris) acima do esperado (-2,6 milhões).

... A expectativa se desloca agora para os números do DoE (11h30). Apesar da previsão de alta para o óleo bruto (+1 milhão de barris), analistas projetam menor reserva de gasolina (-1,9 milhão) e destilados (-1,3 milhão).

... Na NYMEX, o WTI avançou 0,79%, para US$ 63,51. Na ICE londrina, o BRENT subiu 0,71%, a US$ 68,12.

MAIS AGENDA – Além dos estoques de petróleo, às vésperas do PAYROLL, saem dados da ADP (9h15) sobre os empregos no setor privado, que devem desacelerar para 200 mil em março, contra 235 mil em fevereiro.

... Dia reserva ainda o PMI composto de março (10h45), que tem previsão de estabilidade (54,3) contra a leitura preliminar do mês, e as encomendas à indústria em fevereiro (11h), com estimativa de alta de 1,7%.

... Na zona do euro, sai a primeira prévia da inflação ao consumidor (CPI) em março - importante.

.... Com direito a voto, Loretta MESTER discursa ao meio-dia e James BULLARD (não vota) fala às 10h45.

EM TEMPO... VALE divulgará balanço do 1TRI no próximo dia 25 e relatório de produção dia 16.

PETROBRAS fechou com o BB contrato para abertura de uma linha de crédito compromissada de R$ 2 bilhões.

BR DISTRIBUIDORA disse que negociação com Espírito Santo para criar empresa de gás canalizado está avançada.

COMGÁS. A Fitch atribuiu o rating 'AAA(bra)' à proposta de 7ª emissão de debêntures, de até R$ 400 milhões.

CSN. A eleição de membros ao conselho de administração não será tema de AGO que será realizada dia 27.

COPEL aprovou que sejam tomadas medidas para cobrança administrativa das dívidas vencidas do Paraná.

BRF. O empresário ABILIO Diniz concordou em renunciar à presidência do conselho de administração.

ITAÚSA informou que aumento de capital teve subscrição de 97,54% das ações no prazo preferencial.

CEF. Troca de presidente deve atrasar assinatura de nova parceria com seguradora francesa CNP.

LOJAS AMERICANAS. Conselho aprovou a décima segunda emissão de debêntures simples, de R$ 500 milhões.

SABESP informa que LAZARD Asset aumentou participação na companhia para 5,06% das ações ON.

SER EDUCACIONAL. Conselho aprovou novo programa de recompra de até 8,6% das ações em circulação.

ANIMA informa crescimento de 30 mil novos alunos no 1º semestre para cursos de graduação, alta de 25,1%.

OI. Juiz do RJ determinou que seja instaurado um processo de mediação de conflito entre tele e acionistas.


Tópicos Recentes